O valor de uma palavra

November 15, 2017

 

Conheci em tempos a dona de um snack-bar que tinha um truque para aumentar o lucro de cada café. Usava as embalagens da Delta para colocar lá dentro grãos de uma marca mais barata. Para o cliente, o café que estava a beber era Delta, porque a credibilidade da dona nunca foi colocada em causa. 

 

O mesmo se passa na Animação Infantil. Os clientes só têm a palavra dos animadores em como os materiais que usam são de qualidade. E que são da marca que dizem ser. Enquanto nada acontece para colocar a credibilidade dessa palavra em causa. E hoje, com a internet, com Facebook, as dúvidas passam de ecrã em ecrã e tingem a credibilidade facilmente.

 

Para mim, em 12 anos de Toc'Animar nunca corri o risco. Gosto de manter limpa a minha credibilidade e de saber que a minha palavra pode ter algum valor. Por isso é que gosto de partilhar o conhecimento que adquiri ao longo desta década a lidar com pais e filhos. Para poupar uns euros, não vale a pena manchar aquilo que nunca mais conseguimos limpar: a nossa palavra.

 

A GRIMAS nunca me deixou ficar mal e é com ela que fazemos os nossos cakes e Arco-Íris. Até porque, numa nota interessante, TODOS os cakes têm de ser montados por humanos. Mesmo marcas como Diamond FX e Global recorrem ao trabalho manual. Mais uma vez, uma questão de credibilidade...